Saudades



"Porque eu sei que o meu Redentor vive e por fim se levantará sobre a terra.
Depois, revestido este meu corpo da minha pele, em minha carne verei a Deus.
Vê-lo-ei por mim mesmo, os meus olhos o verão, e não outros; de saudade me desfalece o coração dentro de mim."

(Jó 19:25-27)


09/05/1944 † 16/09/2009

Pb. José Marinho Filho

O Pb. José Marinho Filho foi um crente fiel e servo dedicado ao Senhor Jesus Cristo.

Líder reconhecido e respeitado em sua comunidade, o Ir. Marinho teve, entre inúmeras contribuições à igreja local, destacada participação no processo de consolidação doMinistério da Plenitude, no Município de Arez, auxiliando o Ev. José Marinho (2004 a 2006) e o Pr. Luis Irineu, até ao final de sua existência terrena.

Por ocasião do seu culto fúnebre, realizado no templo em Arez, na tarde da quinta-feira, 17/09/2009, a Família Plenitude - na pessoa do Pastor Presidente Gilson Oliveira e expressiva representação da Diretoria e Ministério da ADEMP - prestou a derradeira homenagem ao homem e obreiro José Marinho perante sua esposa Solidade e grande prole, entre os quais o Dc. Ivoniel Marinho, então dirigente da missão da igreja no Distrito de Urucará.

08/01/1933 † 22/07/2011

Dc. Gesiel Alves Galvão

Passou a estar com o Senhor, na noite da sexta-feira, 22 de julho de 2011, o Dc. Gesiel Alves Galvão.

Ainda jovem, Gesiel Galvão iniciou carreira cristã na AD, onde foi batizado em águas (21/04/53), recebeu o batismo no Espírito Santo (27/10/1956) e contraiu núpcias com a jovem Edith dos Santos (21/04/57); congregou-se em Cabedelo/PB e Natal/RN (Igreja Central, Rocas e Cidade Satélite).

Um mês apos a fundação da ADEMP, em 8/mar./2002, filiou-se à igreja na qual sequenciou seu ministério diaconal e de louvor. Como tenor do "Coral Plenitude",foi regido por sua esposa e filha, maestrinas Edith e Gleide Lúcia Galvão, fundadoras desse órgão.

Ao seu culto fúnebre - dirigido pelo Pastor Presidente da ADEMP José Gilson de Oliveira, na tarde do sábado, 23 de julho, no Cemitério "Morada da Paz", em Emaús - compareceram lideranças evangélicas locais, amigos e familiares residentes no Estado da Paraíba. Deixou descendência nos filhos Ediel dos Santos Galvão e Élder dos Santos Galvão, filhas Gleide Lúcia dos Santos Galvão e Gesiane dos Santos Galvão, e netinho(a) Lucas Galvão de Morais e Ellen Nicolly Pedroza Galvão.

24/07/1956 † 23/01/2012

Ev. Virgílio Rosendo do Amaral

Passou a estar com o Senhor, na madrugada da segunda-feira, 23/jan./2012, o Ev. Virgílio Rosendo do Amaral.

"Pastor Virgílio" - como era tratado e reconhecido pela Família Plenitude - era natural de Ceará-Mirim/RN. Recebeu Jesus Cristo como seu Salvador pessoal, em 22/fev./1976; e, nesse mesmo ano, foi batizado no Espírito Santo (18/mar.) e em águas (25/abr.).

Em 16/nov./1978, contraiu núpcias com a jovem Luzia Batista, com a qual teve os filhos Jardson e Jardeylde Rosendo do Amaral. Seu ministério teve início na IEADERN, como líder de jovens, professor e dirigente de EBD. Ainda nessa igreja, foi separado para o diaconato, chegando a atuar como vice-dirigente de congregação.

No ano de 2006, optou por seguir sua carreira de fé na ADEMP, igreja à qual filiou-se em 10/out., juntamente com sua esposa, Luzia Batista do Amaral; e, posteriormente, sua filha Ylde. Em 04/nov./2007, tornou-se o co-pastor da Catedral da Plenitude, sendo alçado ao ministério de evangelista, em 26/fev., do ano seguinte.

Já acometido da enfermidade que viria ceifar-lhe a vida, apresentou-se para dirigir a unidade da ADEMP, em Pajuçara, sendo empossado nesse cargo, em 07/fev./2010; nele permanecendo, até o último minuto do ano de 2011. Ali, realizou um profícuo trabalho de reestruturação física do templo e de crescimento espiritual da igreja, exercendo função pastoral em toda a Zona Norte de Natal.

Por sua condição precária de saúde, retornou à Sede da ADEMP, no primeiro dia de 2012. Em 16/jan., solicitou internamento no HUOL, onde veio a falecer, na madrugada do dia 23, subsequente.

Além dos filhos, Virgílio teve a felicidade de conviver com o netinho Zaki, filho do casal Jardson/Gisele Amaral.

As últimas homenagens a este homem de Deus foram prestados no seu culto fúnebre, dirigido pelo pastor presidente e prestigiado por ministros e obreiros, da ADEMP, da IEADERN e de outras denominações cristãs. E, na noite de 02/fev./2012 - data magna da ADEMP e da sua Congregação em Pajuçara -quando o seu nome foi dado à biblioteca que propôs-se a instalar naquela unidade eclesial.